14 filmes e séries para quem gosta da área de Comunicação.

Resultado de imagem para comunicação

 

Se você sonha em estudar Comunicação Social, vai gostar de assistir os filmes e séries que separamos nesta lista. A área de comunicação está diretamente ligada ao poder e às informações essenciais para uma sociedade. Em Jornalismo há a divulgação de notícias e dados sobre o que está acontecendo no mundo; em Publicidade e Propaganda, projetos de venda de produtos e ideias; e em Relações Públicas, há o controle da imagem e da voz de empresas e pessoas.

A comunicação está em nossas vidas diariamente, mas, para pensar e entender esse campo tão complexo e influente, é necessário se ambientar à carreira desses profissionais. Por isso, confira os filmes e as séries que separamos para te ajudar nessa missão.

1) Spotlight: segredos revelados (2015)

spotlight

Spotlight é um filme que mostra a descoberta, por um grupo de jornalistas, de um caso de abuso de crianças por padres católicos em Boston, nos Estados Unidos. Criada a partir de uma investigação real, a trama traz as dificuldades enfrentadas pelos repórteres investigativos para comprovar a veracidade da suspeita. Você poderá ver como é a relação dos profissionais com suas fontes (inclusive as que estão sendo acusadas), como é feita a pesquisa em arquivos e documentos públicos e como se monta o quebra-cabeças da reportagem a partir de uma informação inicial. É um filme que mostra exatamente a visão idealizada da profissão do jornalista.

2) Obrigado por fumar (2005)

thank-you

O filme traz a história de um representante da indústria do tabaco. O protagonista Nick Naylor é responsável por defender a venda e o consumo de cigarros e minimizar os riscos à saúde causados pelo produto. Para isso, ele vai aos programas de televisão falar sobre os benefícios do tabaco e também se articula com produtores de filmes para que o cigarro seja um elemento constante nas tramas criadas. Investigado por uma jornalista, Nick enfrenta também a oposição de um senador que quer categorizar o produto como nocivo à saúde e se assusta quando seu filho começa a ter interesse pela profissão.

3) No (2012)

no

O filme se passa no Chile de 1988, quando o general Augusto Pinochet comandava o país em uma ditadura. Com a abertura de um plebiscito para saber se a população desejava seguir com Pinochet no comando da nação, o publicitário René Saavedra é contratado por membros do parlamento para integrar a campanha do “não” contra o ditador. Acostumado a trabalhar em uma agência em que seu chefe foi chamado para fazer a campanha do “sim”, Saavedra tem que criar peças e materiais publicitários com poucos recursos financeiros e sob investigação constante de órgãos governamentais divulgando por que a população deve votar contra a permanência de Pinochet no poder.

4) Mera coincidência (1997)

mera-coincidencia

A poucos passos de ser reeleito, o presidente dos Estados Unidos vê sua campanha ruir ao divulgarem que estava envolvido em um escândalo sexual. Para recuperar os votos e fazer com que a população esqueça os atos que cometeu, os assessores do presidente contratam um produtor de filmes de Hollywood para criar algo que desvie a atenção dos eleitores. Assim, toda a mídia começa a divulgar uma guerra na Albânia, com imagens filmadas e forjadas pelo cineasta, e o presidente tem a chance de acabar com o conflito e retomar o gosto da opinião pública.

5) O abutre (2014)

o-abutre

Sem dinheiro e sem emprego, Louis Bloom descobre uma forma de conseguir renda enquanto procura uma ocupação formal. Ele começa a produzir matérias e notícias policiais para jornais que estão atrás de histórias chocantes de crimes. Por isso, Louis vai atrás de assassinatos, acidentes e outras ocorrências violentas durante a noite para tentar cobrir e vender para os veículos de mídia interessados. A trama questiona a tênue linha ética entre o que pode e deve ser divulgado e o que é noticiado apenas para polemizar e aumentar a audiência.

6) Todos os homens do presidente (1976)

todos-os-homens-do-presidente

Um filme veterano para enriquecer a lista. A trama traz a história do escândalo político (e real) Watergate, ocorrido nos Estados Unidos em 1972, que levou à queda do presidente Richard Nixon dois anos depois. Ela conta como os jornalistas Carl Bernstein e Bob Woodward descobriram que a invasão do escritório do Partido Democrata para colocar escutas telefônicas a fim de chantagear os envolvidos estava relacionada à equipe de reeleição de Nixon. A cobertura de casos de espionagem política de alta patente e a relação dos repórteres com informantes – fontes que não devem ser reveladas – são alguns dos elementos do trabalho jornalístico que podem ser observados no longa.

7) A rede social (2010)

a rede social

Este filme contemporâneo mostra como ocorreu a criação da plataforma que viria a ser o Facebook anos depois. Após um experimento prévio – uma plataforma que avalia a beleza das mulheres -, repreendido pela direção da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Mark Zuckerberg e outros jovens da instituição decidem criar uma rede social para unir os estudantes da universidade. Com o tempo, Zuckerberg vai fazendo melhorias na plataforma para que ela possa crescer e ser conhecida por jovens de outras faculdades. A trama traz as nuances de uma disputa intelectual de egos e também aborda o empreendedorismo ao criar uma ferramenta que é amplamente utilizada por trabalhadores da área de comunicação do mundo todo não só para diversão, mas também profissionalmente.

8) O candidato (1972)

o-candidato

A criação da imagem de um candidato é o principal mote da trama que se passa nos anos 1970. O filme mostra o trabalho de uma equipe composta por assessores de imprensa e publicitários para garantir que Bill McKay vença as eleições pelo Partido Democrata para o senado norte-americano. Mesmo sem ter um projeto concreto de governo, McKay consegue se estabelecer na disputa eleitoral graças à poderosa campanha minuciosamente montada por sua equipe de comunicação.

9) O abraço corporativo (2009)

o-abraco-corporativo

Este documentário trata de um ponto essencial do jornalismo: a checagem de informações. Ele mostra como a mídia retratou uma novidade no Brasil a partir de um estudo elaborado pela Confraria Britânica do Abraço Corporativo, que constatou que o abraço entre colegas de trabalho conseguiria melhorar relações interpessoais e profissionais. O consultor de recursos humanos Ary Itnem representava a “teoria do abraço” no país e foi entrevistado por vários veículos da imprensa sobre os benefícios do abraço para a comunicação em ambientes de trabalho. No entanto, a mídia falhou em conferir a procedência da informação. Na trama você verá como uma situação inventada se tornou um fato noticiado pela mídia e como como profissionais da imprensa classificaram o caso.

10) O informante (1999)

o-informante

Ambientado em 1994, o filme conta a história do vice-presidente da indústria de tabaco Brown & Williamson (sim, novamente essa questão), Jeffrey Wigand, que decide revelar em entrevista ao 60 Minutos, programa da rede nacional de televisão norte-americana CBS, que os técnicos e trabalhadores da empresa não tinham conhecimento da capacidade viciadora da nicotina, e seguiam adicionando cada vez mais o químico ao cigarro, fazendo com que a população ficasse presa ao produto. Com o impacto jurídico que poderia ser causado pela declaração, o canal decidiu não levar ao ar essa edição do programa. A trama traz com isso um dilema ético de revelar uma informação de interesse público ou omitir e também o poder de persuasão jornalística, a partir da ação do produtor do 60 Minutos, Lowell Bergman, que convenceu o representante da indústria tabagista a se manifestar em rede nacional.

11) Rede de intrigas (1976)

rede-de-intrigas

Um último clássico para fechar a lista. Rede de intrigas se passa nos Estados Unidos e traz a trama envolta em torno da demissão de um âncora de um programa de televisão. Ao receber o comunicado de que foi cortado do quadro de funcionários da empresa, Howard Beale anuncia durante a transmissão da atração, que iria deixar a emissora e que se mataria ao vivo na próxima semana. A informação bombástica muda o rumo das decisões dentro da empresa: Howard é afastado e o público pede insistentemente sua volta para o comando do programa. Ao voltar ao posto, o apresentador adota um comportamento surreal, quase louco. O filme mostra o poder que a mídia e as informações divulgadas para toda nação têm de influenciar a opinião do público espectador.

12) Mad Men

mad-men

Mad Men se passa em uma agência de publicidade dos anos 1950 ao fim da década de 70, nos Estados Unidos. O seriado traz um pouco do contexto histórico do meio publicitário e também da sociedade norte-americana da época. Para quem nunca entrou em uma agência, é muito interessante ver a divisão dos cargos, como as funções são distribuídas entre as equipes de roteiro, criação, arte e vendas, e também entender o crescimento das mulheres em posições de trabalho dentro desses espaços. Outro ponto interessante de se observar são os clientes da empresa. A partir deles, a trama traz questões como a disputa entre Richard Nixon e John Kennedy, o crescimento e o declínio da indústria tabagista e a chegada do homem à lua, na missão Apollo 11, em julho de 1969.  A série tem fotografia e figurino incríveis e, em sete temporadas, é impossível não se apaixonar pelos personagens e por seus dilemas éticos, tanto profissionais quanto na vida pessoal.

13) House of Cards

house-of-cards

A série queridinha de boa parte dos brasileiros trouxe uma situação muito parecida com a política do país na quarta temporada – que estreou no início de 2016. House of Cards trata do cenário político norte-americano e das alianças e disputas internas pelo poder travadas tanto no congresso quanto nos cargos executivos dos Estados Unidos. É uma ótima oportunidade de saber como é o trabalho de comunicação interna e assessoria. Além disso, a série ajuda bastante a entender como se dá a relação entre repórteres investigativos e fontes de alto escalão, como deputados e senadores. Se você se interessa por jornalismo político, vai adorar saber um pouquinho do que ocorre por trás das câmeras no controle de uma nação!

14) The Newsroom

the-newsroom

Com três temporadas, The Newsroom conta a história dos bastidores de um programa de televisão (adivinhem?) também nos Estados Unidos. Antes de sair de férias, Will McAvoy comandava a atração News Night ancorada em notícias sensacionalistas e voltadas para a atração da audiência. Ao voltar, ele se depara com uma nova produtora-executiva do programa: sua ex-noiva, MacKenzie McHale, que assume o controle da atração e implementa uma nova linha editorial, em que apenas matérias e reportagens de interesse público, com informações relevantes, serão abordadas pelo News Night. A série mostra as dificuldades financeiras, ideológicas e pessoais de uma equipe de telejornalismo para manter uma atração diária no ar.

You may also like

Deixe uma resposta