2 exemplos de decorações baratas feitas com madeira reaproveitada.

Existem diversas opções que podem deixar um projeto arquitetônico mais sustentável, desde mudanças simples na decoração até processos mais complexos aplicados em todas as fases da obra. O CicloVivo separou dois projetos de decoração, desenvolvidos pelo IBD Arquitetura e Interiores, para mostrar que é possível renovar os ambientes sem gastar muito e sem afetar o meio ambiente.

Revitalização de espaço de co-working

O primeiro exemplo foi aplicado em escritório de co-working na cidade de São Paulo. O projeto foi chamado de “Parede de Madeira” e usou uma técnica simples, para conseguir uma decoração sustentável e muito barata. Conforme explicado pelos arquitetos, o painel, que cobre toda a parede, foi feito apenas com materiais reaproveitados e que seriam descartados.

 

Foto: Divulgação/IBD Arquitetos e Interiores

 

“Nesse caso, as madeiras utilizadas foram de caixas de feira e paletes. Apenas fomos ao mercadão e selecionamos as que mais nos agradavam. Para formarmos o painel, utilizamos algumas barras de madeira na vertical e fomos fixando as tábuas de uma forma que causassem uma sensação de equilíbrio, porém sem deixar tudo muito certinho”, explicaram os arquitetos.

 

Foto: Divulgação/IBD Arquitetos e Interiores

Todo o projeto custou R$ 400, incluindo a matéria-prima, mão-de-obra e instalação.

Painel para sala de TV

Esta ideia, aplicada em um apartamento residencial em SP, teve como principal material a madeira de demolição. Esta opção fez o valor do projeto custar quase dez vezes menos do que o mesmo desenho feito com madeira nova, sem perder em qualidade dos materiais.

 

Foto: Divulgação/IBD Arquitetos e Interiores

A sustentabilidade também esteve muito presente e visível em outras partes da decoração do apartamento. Os arquitetos usaram tijolos e madeira de demolição na decoração e na bancada instaladas na cozinha.

 

Divulgação/IBD Arquitetos e Interiores

Dicas dos arquitetos

“Existe um leque muito amplo de soluções sustentáveis para a decoração. Reutilização de materiais é a principal, além do palete (que já ficou famoso por suas N formas de utilização) podemos também reutilizar móveis antigos e readaptá-los para a decoração, trazendo cor ou mudando o seu uso, um escorredor de macarrão pode virar uma cúpula para o abajur por exemplo. Também podemos usar objetos que não terão mais função alguma, como a lâmpada queimada e transformá-las em um vasinho.

 

Fotos: Divulgação/IBD Arquitetura e Interiores

You may also like

Deixe uma resposta