Entenda os diferentes tipos de mestrado na França.

Comparado a outros cursos, o mestrado na França é muito variado – com títulos incluindo “master”, “mastère” (Master of Science, MSc) e “mastère spécialisé” (mestrado especializante). Antes de começar a explorar todas estas possibilidades, é importante entender as diferenças entre eles e qual se encaixa melhor ao seu perfil.

Um mestrado na França é tanto um grau quanto uma “série”: é a última série universitária, estudada entre o bacharelado e o PhD. A série foi introduzida como parte da Declaração de Bolonha, em Junho de 1999, a fim de criar uma estrutura comparável de cursos entre as universidades da Europa.

Como resultado, padronizou-se que o mestrado na França seria uma combinação de dois anos separados: o master 1 (M1) e master 2 (M2), totalizando 120 créditos ECTS. Em resumo, o grau de “Mestre” não pode ser concedido a não ser que o estudante atenda aos requisitos mínimos acordados na Declaração de Bolonha – independentemente do tipo de mestrado.

Como o diploma de graduação no Brasil tem duração superior (4 a 5 anos de estudos) à graduação na França (3 anos de estudos), os titulares de um diploma brasileiro podem se candidatar diretamente ao segundo ano de mestrado na França – conhecido como M2. A candidatura para o M2, porém, é bem mais exigente do que para o M1. (As inscrições para ambos os ciclos estão abertas até março através do Campus France, confira mais detalhes na página oficial).

 

Resultado de imagem para mestrado na França

 

Os mestrados regulados pelo governo da França

O termo “master” na França se refere a todos os programas com o status de Diploma Nacional de Mestrado (DNM), concedido e regulado pelo governo.

A fim de obter uma autorização DNM para seus programas, as universidades precisam submeter para analise uma descrição detalhada de seus cursos, bem como formas de avaliação, número de estudantes matriculados, número de professores e perspectivas de carreiras dos formados. O DNM só pode ser oferecido por instituições públicas – no caso das particulares, elas podem oferecer o grau se fecharem parcerias com universidades.

As ‘grande écoles’ não gostaram muito da implementação do novo Diplôme National de Master. Elas temiam que ele trouxesse confusão com os “Mastères” que já eram oferecidos há mais de 20 anos no país. A Conférence des Grandes Écoles (CGE), então, criou suas próprias definições e tipos de mestrado.

O primeiro – Mastère Spécialisé (MS) – foi criado em 1985 como um curso de pós-graduação, completado em um ou dois anos após a conclusão do bacharelado. Os cursos MS são avaliados com base em necessidades profissionais, conteúdo e duração do curso (mínimo de dois semestres). Também é necessário que o estudante complete um estágio profissional e entregue uma tese.

Já o Mastère em Science (MSc) foi criado em 2002. O rótulo é concedido a cursos ministrados, em sua maioria, em inglês, por um mínimo de três semestres, e que sejam concluídos com uma dissertação de pesquisas.

 

Resultado de imagem para mestrado na França

 

Outros tipos de mestrado na França

Já o rótulo de “Master” – assim, genérico – não é tão fiscalizado quanto os outros graus concedidos pelo estado. Algumas instituições privadas podem escolher usá-lo para seus próprios graus – usualmente para aqueles de um ou dois anos de estudos após o bacharelado. Neste caso, eles podem ser chamados de “master” ou “professional master” – o que é diferente do Mastère Spécialisé, protegido pelo CGE.

Outra opção são os rótulos britânicos de Master of Science (MSc) – para cursos científicos – ou Master of Art (MA) – para cursos em artes e humanidades. Ambos são frequentemente ministrados em inglês e exigem uma dissertação de pesquisa para conclusão. Por fim, também há o famoso Master of Business Administration, ou MBA, direcionado a profissionais experientes nos mesmos moldes do britânico, com um ano de duração.

Um grau sem o reconhecimento do CGE ou outro reconhecimento do governo não necessariamente é um curso ruim. Se o programa foi criado recentemente, talvez a instituição não tenha iniciado o complexo processo de reconhecimento.

Antes de decidir qual tipo de mestrado é o mais adequado para você, convém pesquisar os diferentes tipos – considerando, principalmente, quais são as opções de carreira após este curso e potenciais parcerias, com empresas ou universidades.

 

Resultado de imagem para mestrado na França

 

Master Professionnel x Master Recherche

Além das diferenças mencionadas acima, os mestrados na França também podem ser divididos em duas grandes categorias: Mestrados Profissionais ou Mestrados com Pesquisa. Os mestrados profissionais são semelhantes aos cursos de graduação – com aulas, seminários e mentoria – e mais voltados à preparação profissional para ingresso no mercado. Muitos dos mestrados profissionais incluem um período de estágio e o trabalho de conclusão de curso pode ser um relatório deste estágio.

Já os mestrados de pesquisa também possuem aulas, mas assumem que o estudante vá conduzir uma pesquisa de forma relativamente independente. Estes são geralmente pré-requisito para admissão a um doutorado ou PhD e mais voltados à carreira acadêmica. Estudantes destes programas devem aprofundar em suas habilidades de pesquisa na produção de uma dissertação ou projeto final.

 

Resultado de imagem para estudar na França

 

Ainda tem dúvidas ou quer mais informações?

As inscrições para mestrado estão abertas até março. Em geral, as candidaturas podem ser feitas através do Campus France – instituição responsável por promover o ensino superior francês no exterior. No caso de instituições de ensino que não são associadas ao Campus France, o procedimento é feito diretamente para a universidade. O site do Campus France explica de forma detalhada este processo.

No dia 25 de janeiro, das 13h às 18h, o Campus France realizará um evento “Portas Abertas”, em São Paulo. Durante o evento, serão realizadas duas palestras e a equipe estará à disposição para tirar dúvidas sobre os cursos de graduação, pós e cursos de curta duração, além de bolsas e outros tópicos sobre estudos na França. A participação é gratuita, mas é necessário fazer inscrição pelo e-mail eventos@campusfrancebrasil.com.br, com o assunto “Portas Abertas”, mencionando nome completo, telefone para contato e instituição de ensino na qual estuda ou estudou.

Fonte: X

You may also like

Deixe uma resposta